quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Sopão do Tururu


Um belo vídeo de como é realizado a entra do Sopão, na Comunidade do Tururu, em Paulista!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Sopão do Tururu












Todo ultimo sábado do mês iniciasse uma corrente de amor e luz em torno de uma comunidade carente no Janga em Paulista, esta é a comunidade do Tururu onde vivem famílias lindas e crianças que se encantam com a presença do amor de Deus e de anjos que nos levam a acreditar que por mais que seja difícil agente consegue mudar pelo menos por uma noite a vida daquelas famílias que às vezes ou várias vezes não tem o que jantar. Os pequeninos de cristo perguntam: ’’ Tia tem chocolate??.’’ E cada um que estar ali faz daquele chocolate gotas de luz e amor para que aquelas crianças sejam abençoadas.

Quando comecei a ser uma integrante da família INFIL minha primeira experiência foi o Sopão do Tururu, ao qual eu me encantei e claro chorei, chorei muito e disse pra mim mesma que eu nunca mais diria que: ’’ Estou morrendo de fome.’’ Por que NUNCA estive. Deus nos proporciona o melhoramento pessoal e nos mostra que o caminho é ajudar o próximo e ser feliz com aquilo que é nossa missão. Agradeço a Deus por ter me entregue esta família e mostrar que a cada dia eu tenho que melhorar e eu sei que Deus estar muito feliz sabendo que aqui na terra existem pessoas que miram o próximo que buscam aprimorar os ensinamentos dele.

O sopão do tururu pra mim é algo radiante, eu tenho o maior orgulho de dizer que eu faço parte de uma corrente que leva amor, carinho, luz, paz, fraternidade e principalmente Jesus. Em cada rosto que olho sinto que não estamos fazendo nada em vão, não podemos nos deslumbrar temos mesmo é muito trabalho a fazer.

Deus é o anjo que nos guia e eu sei que iremos alcançar todos os objetivos que nos é predestinado.

E cada um sabe como cheguei aqui pelo anjo da minha vida Heitor.

Déa Lindinha... (Chorando) =)


quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Jantar da Cidade















Acabei de chegar de mais um jantar da cidade, que é mais um lindo ato de carinho e solidariedade para com o próximo, organizado pelo INFIL. Onde distribuímos marmitas para o pessoal que mora nas ruas do centro de Recife...
Primeira vez., foi uma experiência para nunca mais esquecer... É uma realidade muito próxima de nós, que muitos, infelizmente não enxergam. A gente até imagina, mas quando presenciamos, vemos e sentimos como é dura a realidade de muitos irmãos.
Hoje o frio está tremendo, e fico imaginando como deve ser pra eles, dormirem em calçadas, sem agasalho... Tinham bebês, crianças, idosos, pessoas de todas as idades... É muito duro saber que tudo isso existe!
Com certeza, todos que estiveram lá, amadureceram pensamentos assim como eu.
O mundo só vai avançar se houverem atitudes como essas... Precisamos sempre de mais!

- O POUCO QUE FAZEMOS É MUITO PERTO DAQUELES QUE NÃO TÊM NADA.
Galera, na boa, agradece muito a Deus por tudo que vocês têm... Por tudo. Pela família, pelo alimento, pelo conforto, por tudo mesmo... Vocês não tem noção de quanta gente tá passando por frio e fome essa hora, enquanto você tem tudo e está reclamando de uma besteira.

Espero participar dos próximos.
Texto escrito por Cecília Souza, colaboradora que participou pela primeira vez do nosso Jantar da Cidade!

Segundo Pedágio


A cada pedágio nosso grupo se torna mais forte e se enche muito mais de amor!

Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.
Georges Bernanos

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Primeiro Pedágio de Agosto

Todo pedágio conseguimos nos enriquecer com tantos ensinamentos e sorrisos verdadeiros! Podemos distribuir o amor com todos! Venham participar desse lindo trabalho que é a Campanha do Quilo!

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Há quanto tempo você não diz: TE AMO? Por Frederico Menezes

Não me refiro a palavra pela palavra. Não quero dizer que basta falar. A palavra deve ser o sentimento materializado. É o pensamento convertido em ondas sonoras, tornando audível as vibrações mentais. Às vezes, sentimos e não verbalizamos. Há os que acreditam que devem apenas sentir e demonstrar com atos. Falar não seria importante. Acho que, dessa forma, estamos menosprezando um dos sentidos de expressão mais interessante de que dispõe o ser humano. Ouvir expressões de sentimento equivale a um banho magnético, uma torrente de sentimentos que chega ao coração pelas ondas sonoras. E tira da subjetividade aquilo que pede para ser advinhado. Certo que o olhar cheio de ternura pode dizer muito - e diz, no entanto, muitos sentimentos podem ter expressão semelhante em certos olhares. A palavra dita com sentimento pode ter o condão de explicitar, objetivar, o que o olhar e os gestos estão dizendo. Falar sobre o quanto amamos o filho, o companheiro ou companheira, o irmão, o amigo, impregna o ambiente de uma magia transcendente. E pode desanuviar uma atmosfera eivada de dúvidas ou stress. É um pequeno gesto de afeto que pode tornar-se colossal medicamento nas relações. E, nunca é demais repetir, desde que com verdade, delineando um sentimento verdadeiro. Para quem fala, há outro valor: enternece o coração. Abranda a alma que assim se expressa. Recordamos a assertiva evangélica: a boca fala do que está cheio o coração. A palavra é pois a configuração do ceu interno em que se vive ou do inferno moral em que nos movimentamos. E aí? Quanto tempo faz que voce não diz: Eu te amo ? Texto de autoria do Médium pernambucano e grande trabalhador Espírita Frederico Menezes. Extraído do blog de Frederico Menezes: http://fredericomenezes.blogspot.com.br/ Postagem autorizada pelo autor. Ao Frederico Menezes, o nosso muito obrigado.